Sem confrontos, forças policiais ocupam Mangueira para instalação de UPP


Policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) não precisaram disparar um tiro para ocupar o morro da Mangueira, na zona norte do Rio, na manhã deste domingo (19). Para marcar a vitória sobre o tráfico de drogas e o domínio do território pelas forças de segurança estadual e federal, o Bope, como já virou tradição nas comunidades ocupadas, hasteou uma bandeira do Brasil e outra do Rio de Janeiro na parte mais alta do morro.

Durante a pequena cerimônia, helicóptero das policiais Civil e Militar sobrevoaram a região, despejando uma chuva de panfletos com orientações à população de como denunciar excessos cometida por policiais e possíveis esconderijos de armas, drogas e de bandidos que ainda estejam na comunidade.

Elas foram colocadas estrategicamente na localidade conhecida como Caixa D’ água, parte mais alta do morro, para que todos os moradores possam avistá-las.

Além de exibir a derrota do tráfico local, a escolha do local para hastear as bandeiras também tem outro significado emblemático: de lá traficantes tinham visão privilegiada das principais vias da cidade e monitoravam todas as ação dos policiais durante operações na comunidade.

Segundo os policiais do Bope, nesse mesmo ponto deverá ser instalada a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora). A data ainda não foi divulgada pela secretária de Segurança Pública. Por enquanto, estão sendo instalados contêiner na comunidade que servirão de base provisória para os policiais.

Alemão e Penha terão UPP até fim do ano

A Secretaria de Segurança também informou que os complexos do Alemão e da Penha, na zona norte, devem ganhar nove UPPs até o fim do ano. Conforme revelou o general Adriano Pereira Júnior, do Comando Militar do Leste, em entrevista exclusiva ao R7, os PMs destas UPPs começarão a chegar à região no dia 31 de agosto e a pacificação deve acontecer em outubro.

Até o momento, a Secretaria de Segurança Pública já implantou 17 UPPs: Santa Marta, em Botafogo; Cidade de Deus, em Jacarepaguá; Batan, em Realengo; Chapéu Mangueira/Babilônia, no Leme; Pavão-Pavãozinho/ Cantagalo, em Copacabana/Ipanema; Ladeira dos Tabajaras/Cabritos, em Copacabana; Providência, na Zona Portuária; Fallet/Fogueteiro, em Santa Teresa; Prazeres/Escondidinho, em Santa Teresa; São Carlos/Mineira, no Estácio; Turano, no Rio Comprido; Salgueiro, Formiga, Andaraí e Borel, na Tijuca: Macacos, em Vila Isabel; e São João/Matriz, no Engenho Novo.