Brasil quer promover comércio entre Mercosul e Sudeste Asiático

O Brasil tem desempenhado um papel importante na aproximação das regiões sul da América do Sul e do Sudeste asiático, com o comprometimento em fortalecer relações entre o Mercosul e a Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean). As declarações foram feitas pelo secretário-geral do Itamaraty, embaixador Marcos Galvão, em solenidade realizada na noite desta terça-feira (29), na sede da embaixada da Tailândia, em Brasília, para comemorar os 50 anos da associação.  A Asean é formada por dez países (Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia, Brunei, Myanmar, Camboja, Laos e Vietnã), com população total de 620 milhões de habitantes.  O Mercosul, bloco que reúne Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, “é um parceiro natural para a associação, não só porque os dois projetos de integração são os mais importantes em suas regiões, mas também porque têm a mesma posição em relação a diversos pontos da agenda internacional, como a promoção do desenvolvimento sustentável e o foco no comércio como ferramenta importante para o desenvolvimento e a integração”, disse o diplomata brasileiro.