Justiça barra peça com Jesus travesti em Salvador


(Foto: Divulgação)

O espetáculo “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, que traz como protagonista um Jesus travesti, foi impedido de ser executado nesta sexta-feira (27), no Espaço Cultural Barroquinha, por liminar da Justiça. 
O jornalista Rafael Brito, que esteve no local no final da tarde, contou ao bahia.ba que foi avisado pela produção de que a peça não aconteceria. A informação foi confirmada à reportagem por Fernando Guerreiro, diretor-presidente da Fundação Gregório de Mattos, que acredita que o horário da notificação foi estratégica: “Recebemos a liminar agora final da tarde. Realmente foi suspenso. Não existe possibilidade de reagir judicialmente agora, às 18h”. 
No início da semana, o deputado estadual Pastor Sargento Isidório (Avante) entrou na Justiça para barrar a apresentação teatral – o juiz Benício Mascarenhas Neto, da 11ª Vara Cível e Comercial de Salvador, era o responsável. No entanto, Guerreiro comentou que esta não foi a única tentativa de impedimento do espetáculo. A peça, que faz parte do Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia (Fiac), foi exibida na noite desta quinta-feira (26) – esta sexta seria o segundo dia em cartaz. (Bahia.Ba)