'Trem de cocô' com 4,5 toneladas de fezes humanas é retirado de cidade nos EUA

Mais de 60 vagões de um trem, carregando cerca de 4,5 toneladas de fezes humanas, foram removidas da cidade de Parrish, no estado americano do Alabama, após dois meses estacionadas no local, algo que estava deixando os 982 moradores da cidade seriamente incomodados. Afinal, como é fácil de se imaginar, a composição exalava um odor não muito agradável.

De acordo com a emissora WSFA , todos os vagões do trem foram esvaziados na última quarta-feira (18) depois de muitas semanas de irritação: desde que empresas de despejo de lixo de Nova York e Nova Jersey começaram a enviar “resíduos biológicos” ao parque ferroviário da zona rural da cidade, a questão de tornou um grande problema para a cidade.

Tudo começou quando o aterro sanitário Big Sky Environmental, localizado em Adamsville, a cerca de 40 km de Parrish, teve que lidar com uma liminar ajuizada por outra cidade, West Jefferson. Ela foi o primeiro 'destino' de todas as fezes e decidiu que não queria mais ser um depósito para os resíduos. Dessa forma, o aterro teve que encontrar outra saída para as toneladas de excremento.

A solução foi realocar os vagões em Parrish, o que virou o pequeno município de cabeça para baixo. A prefeita Heather Hall explicou à CNN que toda a situação era muito frustrante, e que ela estava fazendo tudo ao seu alcance para acabar com o incômodo problema.

"Deus nos ajude se começar a esquentar"

Como a cidade é muito pequena, o que já seria um aborrecimento por si só se tornou um inconveniente de proporções gigantescas. “Isso reduz muito a qualidade de vida. Você não pode sentar na varanda, as crianças não podem sair para brincar, e Deus nos ajude se começar a esquentar e esse material ainda estiver aqui fora”, comentou Hall.

A administração do município e de outras cidades vizinhas fizeram de tudo para resolver a situação, mas nada foi fácil. A Agência de Proteção Ambiental e o Departamento de Controle Ambiental do Alabama, por exemplo, analisaram o caso e descobriram que o material não era perigoso , o que dificultou um futuro procedimento legal contra a Big Sky Environmental.

Todos os recursos pareciam ter sido esgotados quando, nesta semana, a empresa retirou todo o excremento do local, para a alegria e alívio da população local.

Os vagões, porém, continuam no parque ferroviário de Parrish, e Hall declarou que já está conversando com advogados para que tudo seja retirado e, mais importante do que isso, para que o " trem de cocô" nunca mais volte a incomodar o município.

Fonte: Último Segundo